quinta-feira, 28 de abril de 2011

Mudano

Dentre os enigmáticos sentidos extra-físicos que temos e adquirimos ao longo das vidas, frequentemente somos alertados pela intuição sobre agir ou não diante do que surge na rotina da retina. Remetendo-me a alguns contemporâneos pensadores, chego a visualizar um dos infinitos eixos que nos conduzem pelo Cosmos quando acredito em algo que suponho, mesmo sem saber sua essência ou vivenciá-la. O que chamam de teimosia sua, pode ser um desses “extra-sentidos”.
Acredito, por exemplo, ser capaz de mover algo ou alguém. Ou algo em alguém. Ou ainda algo em mim através da sincera elaboração de sentidos. Tenho convicção que assim como uma pesquisa pode encontrar uma fórmula irrefutável, a busca da palavra certa, e isso inclui o silêncio em seu melhor momento, pode gerar quase que a concretização de um objetivo abstrato. Como se uma leitura ou o seu estilo em sua fase de erupção fosse capaz de mudar o mundo, ou numa escala mais humilde e não menos complexa, mudar o ser humano. Porém, nem sempre a nitidez desse eixo condutor é agradável. Por vezes, exige um estado de espírito que dificilmente se relaciona com a produção escrita ou qualquer outra forma de expressão. Ou quando o desejo de criar uiva e não alcançamos aquele saber estranho, da dor, do áspero, do escuro do nosso mais íntimo e frágil, mas também forte e violento. Deixemos então o equilíbrio para essa criação se apontar na direção que supomos que o vento vai soprar. Sou dos que propagam que devemos mesmo é, antes, acreditar em si mesmo. Isso é um aspecto da intuição.

              Seja sincero em suas elaborações, busque o equilíbrio para alcançá-las e acredite em si. Um dia o mundano mundo muda. Ou você.

2 comentários:

  1. obrigada!!
    vc não deve saber mas esse post para mim soa como um recado muito pessoal, numa mensagem sincera e na medida perfeita! rs

    talvez isso seja o resultado dessa experiência que é se apropriar das palavras para nos descrever, traduzir o mundo e desvendar o que sentimos... acabamos conversando com pessoas que nem sabíamos que existem, compartilhando ideias que passariam despercebidas num encontro ou desencontro da vida!!

    bjo ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu que agradeço!

    Fato. Devo não saber mesmo, mas insistentemente busco isso.

    ResponderExcluir