sexta-feira, 16 de março de 2018

mossas


evitando chaturas
provoco ranhuras
mossas no peito
para que ela não sofra
com mais um em seu leito
cuspindo desejos
maquiando defeitos
y sendo o mesmo

escrevo para salvá-la
de tanto verbo solto
querendo y querendo
juntar o óbvio ao alento
boca com boca
duas peles num momento

ganha ela
ganha o mundo
cada palavra não dita
é um poema novo feito

Nenhum comentário:

Postar um comentário